sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

018: A chave quebrada

Este fato aconteceu dois anos atrás, quando eu [típico garoto interiorano e ingênuo, eu disse ingênuo e não besta!] fui morar em Salvador capitá da Bahia.
Trazia na bagagem muita saudade da família, da minha ex-namorada e dos amigos.
Desembarquei no terminal rodoviário e dirigir-me ao ponto de ônibus e daí a 5 minutos eu já estava seguindo para a minha mais nova casa.
Pouco mais de 15 minutos e eu chegava em frente ao prédio onde iria residir [acreditava eu que por muito tempo].
Era um prédio de 4 andares que eu conhecia bem devido às minhas ultimas férias passadas ali.
Peguei o molho de chaves que trazia comigo e abri o portão do prédio [até aqui tudo bem, eu não quebrei a chave muito menos danifiquei a fechadura].
Subi tranquilamente as escadas, abri a porta da casa e me joguei no sofá [um soninho agora vinha a calhar], mais nada de dormir antes de um bom banho.
Enquanto eu estava no banho ouvia gritos que vinha da frente do prédio.
Sim, eu já sabia quem era autora do escândalo.
Lina [nome fictício, usar nome verdadeiro dá processo, rs] era moradora antiga do prédio, tinha uma filha e quando dava 22 horas ela abria a janela e gritava a plenos pulmões pela filha. Pouco importava os visinhos, pouco importava se os mesmo estivessem dormindo ou não.
A sindica gritava para que a filha viesse abrir o porta porque alguém [não fui eu!] tinha quebrado a fechadura do portão. A pobre infeliz desceu abriu o portão e a mulher escandalosa subia as escadas feito louca, e adivinha quem ela culpou por ter quebrado o portão?
Ganha um doce quem disse que ela me acusou.
A mulher bateu em minha porta e me encheu de desaforo.
- Você quebrou o portão. Você foi o último a entrar. Você vai ter que pagar o conserto e blá blá blá.
Eu fiquei sem ação. Nem mandar aquela vaca tomar... tomar banho eu mandei.
Só falei a ela que não tinha sido eu quem tinha quebrou pagar o conserto e blá ado a chave dentro da fechadura e que uma outra pessoa tinha entrado depois de mim [e realmente tinha entrado alguém depois de mim, justamente quem quebrou o portão].
Ela deu as costas e saiu. Eu tive vontade de subir e chutar a porta dela até cair, mais me contive.
A vizinha dela desceu e veio falar comigo. Ela também tinha ouvido alguém subir depois de mim.
Logo que escureceu o “quebrador de chaves” desceu e consertou a fechadura.
No outro dia a Sinica [ops... quis dizer Sindica] bateu a minha porta para dizer que tinham consertado o portão. Acredita que nem desculpas ela me pediu por ter me acusado injustamente?
Eu mal ouvi as explicações dela e bati a porta na cara dela antes mesmo dela terminar de falar.
Sou do interior mais não sou besta viu?!

Eu heim!

14 comentários:

Fire disse...

É engraçado como essas pequenas coisas/pessoas tem o poder de nos irritar, eu odeio injutiça, certamente tinha dado um tapão na orelha dela! ><

Sou paulista mas sou arretada tbm! XD

bjos

Carla Zague =) disse...

Nossa :O
e ela ainda é síndica com tal temperamento, eu não aceitaria ela..
enfim, a justiça tarda, mas não falha diz o ditado..


take care!

Dihh disse...

Sou do interior, mais não sou besta não!
Boaa essa! Rs
E manda ela enfiar a chave.. enfiar na.. a deixa pra la!
Belo texto!
Beijos.

Patinho Feio disse...

- já passei coisas bem piorer nas mãos de síndicas.
qualquer dia eu as listos.
mas sempre sobra para nós, digamos, meios desastrados. HAHA
abraçoos. :D

Raysner d' Paula disse...

Voltei!!!!


você atualiza isso aqui muito rápido, rs. Queria estar sempre por aqui mas, já viu como a vida está corrida.

Agora sim,
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.,,,mais um pouco:kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

ufa!

Podemos falar agora!
Bem, dessas situações "condominiais" eu entendo. Moro em um prédio desde os meus 5 anos (e jah vou fazer 18! MUITO TEMPO). Adoro um barraco também, rs! Aliás, esqueci de comentar - EU SOU O FILHO DO SINDICO. O que geralmente deda quem quebra as fechaduras, deixa a portaria aberta, não limpa o pé para passar no hall, deixa o lixo na escada...

v. disse...

As pessoas têm um mal em acusar as pessoas sem ao menos procurar saber a verdade! Isso SEMPRE acontece comigo. Normal!
Beijos

Patinho Feio disse...

- palavra cumprida! ;D
obrigado pelo convite e eu gostei muito, tu sabe disso!
respondi o Meme!
e foi indispensável não termos 2 em comum!
até mais!
abraçoo.

Seu Hélio disse...

hahahah, É meu caro, situação complicada esse hein...

http://www.auquemia.blogspot.com

Raphaela disse...

Uow. Morar em predinhos assim é terrivel. Eu sei disso pq aqui em casa tbm é assim. Adorei seu blog. Mto bem organizado. Parabens. Beijão.

Fashion Addicted disse...

Meu, que mulher mal-educada, ficaria PUTO se fosse comigo!!!
deve ser foda morar em prédio pequeno, eu tenho uma amiga q mora em prédio pequeno e reclamam quando ela tem que sair de manhã para trabalharm porque a porta da garagem faz barulho!!!Ve se pode!!!
haahahahaha
cada coisa q acontece!!!
flw

Patinho Feio disse...

- você assistiu As Aventuras de Tintim?
que legal! eu pensei que esse ninguém fosse conhecer, pois passava na TV Cultura!
Sakura... eu gosto até hoje!
e pode deixar que seu segredo está guardado.
e se quer saber, eu tbm assito X-Men Evolution.
uma vez Wolverine, sempre Wolverine!

quando atualizar aqui, me avise!
abraçoo.

Lufos disse...

EU HEIM! hehe

Ainda bem q não aconteceu comigo, hahaha, sou muito esquentado com essas coisas...Afinal, quem quebrou a fechadura? hahahaha!

Abraços

Anônimo disse...

You could easily be making money online in the underground world of [URL=http://www.www.blackhatmoneymaker.com]blackhat forum[/URL], It's not a big surprise if you don't know what blackhat is. Blackhat marketing uses little-known or little-understood ways to generate an income online.

Anônimo disse...

[url=http://www.realcazinoz.com]Online casinos[/url], also known as accepted casinos or Internet casinos, are online versions of acknowledged ("hunk and mortar") casinos. Online casinos approve gamblers to shoulder up and wager on casino games from guv to foot the Internet.
Online casinos typically command odds and payback percentages that are comparable to land-based casinos. Some online casinos excuse higher payback percentages with a sphere douse automobile games, and some dispose known payout border audits on their websites. Assuming that the online casino is using an politely programmed unspecific hundred generator, suit illusory to games like blackjack enthral bear an established permit edge. The payout garden plot chase of these games are established at pressing the rules of the game.
Multitudinous online casinos swear to gone away from or procure their software from companies like Microgaming, Realtime Gaming, Playtech, Spread out Ploy Technology and CryptoLogic Inc.

Blog Widget by LinkWithin